PTBR/Prabhupada 0151 - Temos que aprender dos Acaryas

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0150
Próxima Página - Video 0152 Go-next.png

Temos que aprender dos Acaryas
- Prabhupāda 0151


Lecture on SB 7.6.1 -- Madras, January 2, 1976

Então estamos fazendo diferentes planos, mas não serão bem sucedidos. Isto eu expliquei ontem à noite, que nós estamos pensando que somos independentes e estamos planejando tantas coisas independentemente para nos tornar-mos felizes. Não é possível. Isso não é possível. Isso é o jogo ilusório de māyā. Daivī hy eṣā guṇa-mayī mama māyā duratyayā. Você não pode superar. Então qual é a solução definitiva? Mām eva ye prapadyante māyām etāṁ taranti te (BG 7.14). Se nos rendemos a Kṛṣṇa, então revivemos nossa posição original. Isto é... a consciência de Kṛṣṇa significa que ao invés de manter tantas coisas na consciência... Elas são todas consciência poluída. A verdadeira... Temos uma consciência, isso é fato, mas a nossa consciência está poluída. Então nós temos que purificar a consciência. Purificar a consciência significa bhakti. Bhakti, a definição dada no Nārada Pañcarātra... Rūpa Gosvāmī... Rūpa Gosvāmī diz,

anyābhilāṣitā-śūnyaṁ
jñāna-karmādy-anāvṛtam
ānukūlyena kṛṣṇānu-
śīlanaṁ bhaktir uttamā
(Brs. 1.1.11)

Isto é bhakti de primeira classe, quando não há nenhum outro motivo. Anyābhilā... Porque aqui no mundo material, sob o controle da natureza material, Prakṛteḥ kriyamāṇāni guṇaiḥ karmāṇi sarvaśaḥ, ahaṅkāra-vimūḍhātmā kartā... (BG 3.27). Estamos sob o controle total da prakṛti, da natureza material. Mas porque somos tolos, nos esquecemos de nossa posição, então ahaṅkāra, falso ahaṅkāra. Isto é falso ahaṅkāra: "Sou indiano", "sou americano", "sou brāhmaṇa", "sou kṣatriya". Isto é falso ahaṅkāra. Portanto Nārada Pañcarātra diz, sarvopādhi-vinirmuktaṁ (CC Madhya 19.170). Então um indivíduo precisa se libertar, purificado de todas estas designações, "Sou indiano", "sou americano", "sou isto", "sou aquilo". "Eu sou..." Sarvopādhi vinirmuktaṁ tat-paratvena nirmalam. Quando ele é purificado, nirmalam, sem qualquer designação, "sou parte integrante de Kṛṣṇa". Ahaṁ brahmāsmi.

Isso é ahaṁ brahmāsmi. Kṛṣṇa é Para-brahman. Ele é descrito no Śrīmad-Bhagavad-gītā. Arjuna... Paraṁ brahma paraṁ dhāma pavitraṁ paramaṁ bhavān puruṣaṁ śāśvatam ādyam (BG 10.12). Arjuna reconheceu e disse, "Você é reconhecido por todas as autoridades". Prahlāda Mahārāja é uma das autoridades. Eu descrevi as autoridades. Brahmā é autoridade, o Senhor Śiva é autoridade, e Kapila é autoridade, Kumāra, os quatro Kumāras, eles são autoridades, e Manu é autoridade. Similarmente, Prahlāda Mahārāja é autoridade. Janaka Mahārāja é autoridade. As doze autoridades. Então Arjuna confirmou que "você está falando, Você mesmo, que Você é o Senhor Supremo", mattaḥ parataraṁ nānyat (BG 7.7), "e da discussão do Bhagavad-gītā, eu também O aceito como Para-brahman". E não só isso, todas as autoridades, eles também O aceitam". Recentemente, em nosso tempo, Rāmānujācārya, Madhvācārya, todos os ācāryas, eles também aceitam Kṛṣṇa. Até mesmo Śaṅkarācārya, ele aceita Kṛṣṇa. Sa bhagavān svayaṁ kṛṣṇaḥ. Então Kṛṣṇa é aceito como a Suprema Personalidade de Deus por todos os ācāryas.

Então nós temos que aprender dos ācāryas, não de qualquer homem comum ou qualquer um que se proclama ācārya. Não. Isso não vai funcionar. Assim como nós... Às vezes na côrte nós damos um julgamento da outra côrte e isso é levado muito a sério porque é autoridade. Nós não podemos manufaturar um julgamento. Da mesma forma, ācāryopāsanaṁ, no Bhagavad-gītā isso é recomendado. Temos que buscar os ācāryas. Ācāryavān puruṣo veda: "Alguém que aceitou o ācārya na sucessão discipular, ele sabe de tudo". Então todos os ācāryas, eles aceitam Kṛṣṇa, a Suprema Personalidade de Deus. Nārada, ele aceita, Vyāsadeva, ele aceita, e Arjuna também aceita, ele que ouviu pessoalmente de Kṛṣṇa o Bhagavad-gītā. E o senhor Brahmā. Ontem alguém me perguntou se "o nome de Kṛṣṇa existe antes de Dvāpara-yuga?" Não, ele existia. Nos śāstras há Kṛṣṇa. Nos Vedas, no Atharva Veda e em outros, o nome de Kṛṣṇa está lá. E no Brahma-saṁhitā - o senhor Brahmā, ele escreveu o Brahma-saṁhitā - está claramente explicado lá, īśvaraḥ paramaḥ kṛṣṇaḥ sac-cid-ānanda-vigrahaḥ (Bs. 5.1), anādir ādiḥ. Anādir ādir govindaḥ sarva-kāraṇa-kāraṇam (Bs. 5.1). E Kṛṣṇa também diz, mattaḥ parataraṁ nānyat kiñcid asti dhanañjaya (BG 7.7). Ahaṁ sarvasya prabhavo (BG 10.8). Sarvasya significa incluindo todos os devatās, todas as entidades vivas, tudo. E o Vedānta diz, janmādy asya yataḥ (SB 1.1.1). Então Kṛṣṇa é a Pessoa Suprema Absoluta, īśvaraḥ paramam, do senhor Brahma. Ele é o distribuidor do conhecimento védico, e Kṛṣṇa também diz, vedaiś ca sarvair aham eva vedyam (BG 15.15). Este é o objetivo último.