PTBR/Prabhupada 0159 - Grandes, grandes planos para educar as pessoas sobre como trabalhar duro

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0158
Próxima Página - Video 0160 Go-next.png

Grandes, grandes planos para educar as pessoas sobre como trabalhar duro
- Prabhupāda 0159


Lecture on SB 5.5.15 -- Vrndavana, November 3, 1976

Em grandes, grandes cidades como Calcutá, Bombaim, Londres, Nova York, todos estão trabalhando muito duro. Não que nas grandes cidades seja possível obter seu alimento facilmente. Não. Todo mundo tem que trabalhar. E todo mundo está trabalhando duro. Você acha que todos estão no mesmo nível de posição? Não. Isso não é possível. Destino. Destino. Um homem está trabalhando duro dia e noite, vinte e quatro horas; simplesmente ele está recebendo dois capātīs, isso é tudo. Temos visto em Bombaim. Eles estão vivendo em condições tão pútridas que, mesmo durante o dia, eles têm que acender uma lâmpada de querosene. Em um lugar como este onde eles estão vivendo, em tal condição, tão sujo. Será que isso significa que toda a gente em Bombaim está vivendo em condições muito luxuriantes? Não. Da mesma forma, toda cidade. Não é possível. Você não pode melhorar sua posição econômica simplesmente por trabalhar duro. Isso não é possível. Você trabalha duro ou não, tudo o que é destinado a você, você vai recebê-lo. Portanto, nossa energia deve ser utilizada... mal-loka-kāmo mad-anugrahārthaḥ. A energia deve ser utilizada em como agradar Kṛṣṇa. Isso deve ser feito. A energia deve ser utilizada para esse fim, não devemos desperdiçar energia simplesmente por uma falsa esperança de que "eu me tornarei feliz. Vou fazer isso. Vou fazer aquilo. Vou ganhar dinheiro dessa forma. I..."

A história do oleiro. O oleiro está planejando. Ele tem alguns potes e ele está planejando, "Agora eu tenho esses quatro potes e eu vou vendê-los. Eu vou obter algum lucro. Em seguida, haverá dez potes. Então eu vou vender dez potes, vou obter algum lucro. Vou pegar vinte potes e, em seguida, trinta, quarenta potes. Desta forma, eu me tornarei milionário. E naquela época eu me casarei, e eu vou controlar minha esposa desta maneira e daquela maneira. E se ela é desobediente, então vou chutá-la assim." Então, quando ele chutou, ele chutou as panelas e todos os utensílios quebraram (risos). Então, seu sonho se foi. Você vê? Da mesma forma, estamos simplesmente sonhando. Com alguns potes estamos simplesmente sonhando que "estes vasos serão multiplicados em tantos potes, tantos potes, tantos potes", e então, terminou. Não fique imaginando, planejando. Isto é... O guru, o mestre espiritual e o governo devem ter cuidado para que "esses patifes não possam planejar. Este malandro não pode planejar para ser feliz". Na yojayet karmasu karma-mūḍhān. Isto é karma-jagat, este mundo. Este mundo material é isso. Eles já têm a inclinação, então qual é o uso? Loke vyayāyāmiṣa-madya-sevā nityāstu jantuḥ. Assim como a vida sexual. Vida sexual é natural. Ele não requer qualquer formação universitária para saber como desfrutar de sexo. Eles vão desfrutá-lo. Ninguém... "Ninguém é ensinado a chorar ou como rir ou como aproveitar a vida sexual". Há um provérbio bengali. Isso é natural. Você não precisa de qualquer tipo de educação para este karma. Agora eles estão fazendo grandes, grandes planos para educar as pessoas a trabalhar duro. Isso é perda de tempo. Uma instituição de ensino deve ser utilizada para ensinar as pessoas como tornarem-se conscientes de Kṛṣṇa, e não para como se tornar isso ou aquilo. Isso é desperdício de tempo, porque esse programa nunca será bem sucedido. Tal labhyate duḥkhavad anyataḥ sukhaṁ kālena sarvatra gabhīra-raṁhasā. A lei da natureza está trabalhando. Prakṛteḥ kriyamāṇāni guṇaiḥ karmāṇi sarvaśaḥ (BG 3.27).

Seja qual for... Por isso, a nossa civilização védica é que uma pessoa está satisfeita em sua própria posição, brāhmaṇa, kṣatriya, Vaisya, śūdra. O que quer que, pela graça de Deus, ele obteve, ele ficou satisfeito. A verdadeira energia foi utilizada em como tornar-se elegível para receber a misericórdia de Kṛṣṇa. Isto é desejado, como aprender a render-se a Kṛṣṇa. Então ahaṁ tvāṁ sarva-pāpebhyo mokṣayiṣyāmi (BG 18.66). Esse foi o fim. Na Índia, nós não encontramos que... Os grandes sábios, ṛṣis, que escreveram tantos livros, mas eles viviam em uma casa de campo. Somente os reis, os kṣatriyas, porque eles tinham que governar, eles costumavam construir grandes, grandes palácios. Ninguém mais. Todos viviam uma vida muito simples, vida muito simples. Não perca tempo com o chamado desenvolvimento econômico, construção de arranha-céus, metrôs e assim por diante, assim por diante. Esta não era a civilização védica. Esta é a civilização asúrica.