PTBR/Prabhupada 0821 - Pandita Não Significa Aquele que Tem Grau. Pandita Significa Sama-cittah

From Vanipedia
Jump to: navigation, search
Go-previous.png Página anterior - Video 0820
Próxima Página - Video 0822 Go-next.png

Pandita Não Significa Aquele que Tem Grau. Pandita Significa Sama-cittah
- Prabhupāda 0821


Lecture on SB 5.5.3 -- Vrndavana, October 25, 1976

Na Kali-yuga brāhmaṇa significa um fio de duas paisas, isso é tudo. Mas isso não é brāhmaṇa. Brāhmaṇa significa śamo damo titikṣā (BG 18.42). Esses são os sintomas. Da mesma forma, mahātmā não significa um tipo de roupa. Mas as pessoas se aproveitaram desse tipo de roupa, veśopajivibhiḥ (SB 12.3.38). Na Índia continua, embora pobre, se uma pessoa simplesmente se vestindo com um pano açafrão vai para uma aldeia, ele não tem problema. Todo mundo vai chamá-lo, convidá-lo, dar-lhe abrigo, dar-lhe comida. Continua assim, (Hindi: "Senhor, venha aqui. Tome prasadam".) Todo mundo vai perguntar. Pessoas pobres se aproveitaram disso. Sem qualquer educação, sem nenhuma ..., eles a tomam para resolver problemas econômicos. Aqui também em Vrndavana você encontrará tantas pessoas que vieram aqui porque há muitos chatras. Você pode obter gratuitamente cāpāṭi, ḍāl.(comida) Você vai encontrar de manhã tantas classes miseráveis, eles vieram a Vrndavana apenas por este pão e ḍāl. E eles coletam e eles trocam. Eles compram bīḍī.

Então tudo, em Kali-yuga, tudo está sendo mal utilizado. Mas śāstra nos deu direção quem é brāhmaṇa, e quem é mahātmā. Então aqui um tipo de mahātmā é dado: mahāntas te sama-cittāḥ (SB 5.5.2). Eles são iguais. Brahma-bhūtaḥ prasannātmā (BG 18.54). Samaḥ sarveṣu bhūteṣu. Isso é mahātmā. Ele percebeu, realizou o Brahman , então ele não tem discriminação, de homem para homem ou homem para animal. Até um ...

vidyā-vinaya-sampanne
brāhmaṇe gave hastini
śuni caiva śvapāke ca
paṇḍitāḥ sama-darśinaḥ
(BG 5.18)

Paṇḍita não significa alguém que tenha graduação. Paṇḍita significa sama-cittāḥ. Isso é sama-cittāḥ. Cāṇakya Paṇḍita também disse isso,

mātṛ-vat para-dāreṣu
para-dravyeṣu loṣṭra-vat
ātma-vat sarva-bhūteṣu
yaḥ paśyati sa paṇḍitaḥ

Ele é paita. Caso contrário, um patife. Mātṛ-vat para-dāreṣu. Assim que você vê uma mulher, exceto sua esposa casada, você imediatamente se dirige a ela como "mãe". Isso é paṇḍita. Isso é paṇḍita. Não aquele falando, 'phish-phish', com a mulher dos outros. Ele é um patife. Então mātṛ-vat para-dāreṣu para-dravyeṣu loṣṭra-vat: não tocar na propriedade alheia. Lixo ninguém toca. Mas as pessoas são tão infelizes. Eu vi em Hong Kong, eles estão escolhendo alguns alimentos do lixo como cães. Eu tenho visto. Alguém joga fora algum alimento, e isso é coletado. As pessoas são tão infelizes. Então lixo ninguém toca. Mas em Kali-yuga é preciso coletar alguns papéis, alguns, quero dizer, pedaços de tecido, para fazer alguns negócios, no lixo. O lixo é intocável, mas em Kali-yuga as pessoas são tão infelizes que eles pegam do lixo também algo valioso.

Então de qualquer maneira, mahāntas, esses são os sintomas. Sama-cittāḥ: eles não têm tal coisa, "Oh, aqui está o hindu, aqui está o musulmano, aqui está o homem rico, aqui está o pobre homem." Não. Ele é gentil com todos. Isso é qualificação divina(piedosa).