PTBR/Prabhupada 0861 - Todos os homens famintos da cidade de Melbourne, venham aqui, tomem seu alimento suntuosamente

From Vanipedia
Jump to: navigation, search



Todos os homens famintos da cidade de Melbourne, venham aqui, tomem seu alimento suntuosamente
- Prabhupāda 0861


750521 - Conversation - Melbourne

Diretor: Como você reagiria se alguém invadisse este local e tentasse roubar alguns dos ...

Amogha: Ele diz: "Como reagiríamos se alguém invadisse e tentasse roubar o prédio?"

Prabhupāda: Rob?

Amogha: Um ladrão. O que faríamos se um ladrão entrasse? Em outras palavras, poderíamos ser violentos?

Prabhupāda: Se um ladrão invadiu, nós vamos puni-lo.

Diretor: Você deve ser violento?

Prabhupāda: Por que não? Um ladrão deve ser punido.

Diretor: Você mesmo o puniria? O que você faria? Você começaria a atacá-lo?

Prabhupāda: Não, nós mesmos ou qualquer um, um ladrão deve ser punido. Um ladrão tem que ser punido. Por nós mesmos ou por si próprio, não importa. Um ladrão é um ladrão. Ele deve ser punido.

Diretor: E se ele invade porque ele está com fome?

Prabhupāda: Quem invade?

Amogha: Ele diz que se ele invadir porque ele está com fome? E se ele vem como um ladrão, porque ele quer um pouco de comida?

Prabhupāda: Nós dizemos a todos: "Venha e coma." Por que ele deveria permanecer com fome? Convidamos a todos: "Venha aqui, coma, sem nenhum custo." Não cobramos. Por que ele deveria permanecer com fome? Vamos aumentar este programa. Todos os homens famintos da cidade de Melbourne, venham aqui, tomem seu alimento suntuosamente. Nós convidamos, "Venha." Por que você deve permanecer com fome?

Diretor: E se ele é um alcoólatra e ele está com fome?

Devoto: Nós temos um par de alcoólatras que vêm aqui, e nós damos-lhes comida a cada noite.

Diretor: Vocês fazem isso?

Devoto: Sim.

Diretor: Assim como o Gordon House.

Devoto: Sim. Eles vêm. Como temos uma festa todos os domingos. Eles vêm e nós damos-lhes comida.

Prabhupāda: Isto requer pouco tempo para praticar. Caso contrário, está aberto para todos para reforma.

Diretor: Mas você deve ter suas limitações sobre o quão longe você pode ir em alimentar as pessoas.

Prabhupāda: Hmm?

Amogha: Ele diz que nós temos nossas limitações sobre o número de pessoas que poderíamos alimentar.

Prabhupāda: Podemos alimentar ilimitadamente, desde que o governo ajude.

Diretor: Você poderia formar... Você poderia fazer um lugar onde as pessoas, as pessoas carentes, poderiam vir e ter uma refeição grátis.

Prabhupāda: Oh, sim, oh, sim. Todo mundo, nós abrimos para todos. Você vem e toma prasādam.

Diretor: Poderia o governo, em uma palavra, usar você...

Prabhupāda: Não, nós não podemos ser usados pelo governo. Nós podemos usar o governo. O governo não pode nos ditar. Isso não vai ajudar.

Diretor: Só um momento. Só um momento. (Indistinto) É o fato de que temos um monte de pessoas necessitadas para cuidar, e você sente que sua ordem religiosa gostaria de ajudar as pessoas. Se o governo subsidia você para fornecer esses serviços...

Prabhupāda: Isso nós podemos fazer.

Diretor: Isto você pode fazer. Enquanto eles não contradisserem o seu...

Prabhupāda: Não. Nosso princípio é este...

Diretor: eu quero dizer um monte de organizações religiosas que tomam crianças e...

Prabhupāda: Você pode ver um dia. Se você gentilmente vier no início da manhã e ficar um dia, você vê a nossa atividade, quão bem estamos fazendo. E, então, faça o necessário.

Diretor: Eu não venho aqui como uma pessoa. Estou representando o meu departamento.

Prabhupāda: Não, qualquer que seja ele...

Diretor: O fato de você me convencer ou não é... A sociedade deveria... Eu só posso dizer que estamos lidando com pessoas muito pobres. Nós dizemos a eles o que você está fazendo, e então eu digo que talvez algo pode ser combinado. Ou eu posso dizer ao ministro que, o que emergiu, e ele vai a partir daí. E eu posso voltar para as minhas outras funções.

Prabhupāda: Então, eles podem nos dar alguma contribuição per capita para cuidar das pessoas. Então, podemos convidar. Podemos aumentar a acomodação. Agora nós estamos fazendo. Nós não temos nenhum negócio, não temos renda. Nós estamos vendendo nossos livros. Portanto, a nossa renda é limitada. Ainda assim, convidamos qualquer pessoa, venha. Mas se o governo nos encoraja, então podemos aumentar o programa.

Diretor: Sim. (conversas cruzadas na fita de áudio) Claro, é uma decisão política. Só posso dizer...

Prabhupāda: Isto está acima da política.

Diretor: Perdão?

Prabhupāda: Isto está acima da política.

Diretor: Do seu ponto de vista, mas nós no departamento dependemos de decisões políticas.

Prabhupāda: Sim, o departamento significa que eles são um outro conjunto de...

Diretor: Sim, isso é apenas um instrumento da vontade pública. O ministro é eleito de acordo com a vontade pública em nossa sociedade.

Prabhupāda: Porque eles fizeram um departamento, assim como o seu... Qual é o departamento?

Devoto: Bem-Estar Social.

Prabhupāda: Bem-Estar Social. Então, se eles acham bem-estar social, por que não ajudar? Por que eles trazem política? Se realmente existe bem-estar social aqui, por que eles não devem apoiá-lo?

Diretor: Sim, bem, você está certo. Mas, na nossa sociedade, o ministro é eleito para a realização de determinadas políticas - não o que ele quer, mas aquilo em que as pessoas votaram. E elas são tributadas para suportar isto.

Prabhupāda: Se a sua política é a reforma social...

Diretor: a reforma social não é a nossa política.

Prabhupāda: Então, bem-estar social.