PTBR/Prabhupada 0009 - O ladrão que se tornou um devoto

From Vanipedia
Jump to: navigation, search



O ladrão que se tornou um devoto
- Prabhupāda 0009


Lecture on SB 1.2.12 -- Los Angeles, August 15, 1972

Kṛṣṇa diz no Bhagavad-gītā:

nāhaṁ prakāśaḥ sarvasya yoga-māyā-samāvṛtaḥ (BG 7.25).

"Eu não estou visível a todos. Yogamāyā, yogamāyā está me escondendo." Então, como você pode ver Deus? Mas essa loucura está acontecendo, de que "você pode me mostrar Deus? Você já viu Deus?" Deus tornou-se algo como um brinquedo. "Aqui está Deus. Ele é a encarnação de Deus."

Na māṁ duṣkṛtino mūḍhāḥ prapadyante narādhamāḥ (BG 7.15).

Eles são pecaminosos, malandros, tolos, os mais baixos da humanidade. Eles perguntam assim: "Você pode me mostrar Deus?" Que qualificação você adquiriu, para você poder ver Deus? Aqui está a qualificação. Qual é? Tac chraddadhānā munayaḥ. A pessoa deve, antes de tudo, ter fé. Fiel. Śraddadhānāḥ. Na verdade, ele deve ser muito ansioso para ver Deus. Não de forma leviana, frívola, "você pode me mostrar Deus?" Como uma mágica, como se Deus fosse uma mágica. Não. Ele deve ser muito sério: "Sim, se existe Deus... Nós temos visto, fomos informados a respeito de Deus. Então eu tenho que ver."

Há uma história a esse respeito. Ela é muito instrutiva; tente ouvir. Um recitador profissional estava recitando sobre o Bhāgavata, e ele estava descrevendo que Kṛṣṇa, estando todo enfeitado com jóias, Ele foi enviado para cuidar das vacas na floresta. E havia um ladrão naquele grupo. Então ele pensou que "por que não ir para Vṛndāvana e saquear este menino? Ele está na floresta com tantas jóias valiosas. Eu posso ir lá e pegar a criança e tomar todas as jóias." Essa era a intenção dele. Então ele estava sério, pensando "eu preciso encontrar aquele menino. Então, em uma noite me tornarei milionário. Tantas jóias. Não." Então ele foi lá, mas sua qualificação era que "eu preciso ver Kṛṣṇa, Eu preciso ver Kṛṣṇa." Essa ansiedade, esse desejo intenso, tornou possível que em Vṛndāvana ele visse Kṛṣṇa. Ele viu Kṛṣṇa da mesma forma como ele foi informado pelo leitor do Bhāgavata. Então ele viu, "Oh, oh, você é um menino tão bom, Kṛṣṇa." Então ele começou a elogiar. Ele pensou que "elogiando, rapidamente tomarei todas as jóias." Então, quando ele revelou o seu verdadeiro desejo, "então será que eu posso levar algumas de suas jóias? Você é tão rico." "Não, não, não. Minha mãe vai ficar brava. Eu não posso..." Kṛṣṇa como uma criança. Assim, ele se tornou mais e mais ansioso por Kṛṣṇa. E então... pela associação com Kṛṣṇa, ele já havia se purificado. Então, finalmente, Kṛṣṇa disse, "tudo bem, você pode pegar." Em seguida ele se tornou um devoto, imediatamente. Porque, pela associação de Kṛṣṇa... então, de uma forma ou de outra, devemos entrar em contato com Kṛṣṇa. De uma forma ou de outra. Então seremos purificados.